Diversos

Souvenir de Viagem

Sou da opinião que turista bom é turista que gasta (uhum, digo isso para mim mesma para validar minhas ações! 🙂 ), e acho que quase todo mundo que viaja tem seus pequenos rituais, seja de compras, ou outros. Por exemplo, eu conheço gente que tira foto em frente ao Hard Rock Café em todas as viagens, quando possível, que come sempre no McDonalds, para provar o lanche local, e etc. Eu, eu compro souvenir de viagem!

Ah, mas não é qualquer souvenir de viagem não! São Canecas! Ah, lindas Canecas!

souvenir de viagem
vista geral de quase todas!

Mas… tem lá suas regrinhas (ou não seria eu, né?):

– Uma (1) por país que visito: a razão é simples – não teria espaço em casa para mais do que isso!

– Eu compro as minhas próprias canecas: bem, você até pode visitar o Vietnam e me trazer uma, vou gostar porque adoro ganhar presentes, mas… ela não entra para a minha coleção. Mas, se estivermos viajando juntos e você me presentear com uma caneca de lá, tá ok! (Quando fui a Barcelona e Portugal com meus pais eles me deram as canecas de lá! )

– Se você quebrar uma das minhas canecas eu vou chorar muito. Se eu quebrar também vou chorar. (E elas quebram e eu fico muito triste);

– As canecas são usadas! Sim, uso para tudo: beber, aparar lápis, guardar pincéis de maquiagem….

Então é assim! Esses é meu ritual: comprar souvenir de viagem

As vezes dá trabalho porque qualquer uma não dá né? Outras vezes eu acho caras… poxa, mas compro. As vezes também o destino não trabalha muito com esse tipo de souvenir de viagem, e então fica difícil de achar (alô Gibraltar, alô Croácia)

Outras vezes, é de qualidade ruim, e chegando em casa ela vai se desgastando (oi Peru), aí elas ficam meio sem usar mesmo.

souvenir de viagem
as duas últimas aquisições que não estavam junto com as outras! Essa de Milão é muito fofa porque tem esse detalhe de veludo.

E no mais das vezes eu as amo! As minhas favoritas são as de porcelana fina na altura dos lábios, com asinha completa, que dê para colocar uns 2 ou 3 dedos. Acho que isso deixa muito confortável de usar. Também prefiro sem detalhes metalizados para poder por no micro. E com desenho fofo! A de Paris é uma das minhas favoritas, a de San Antonio (Texas) idem. Tem a da Universidade de Mainz onde fiquei estudando sete meses que tem valor emocional. Bem, cada uma tem uma história!

souvenir de viagem
Na verdade, dessas eu tenho o jogo de 6. E como elas ficam na cristaleira, não estavam na foto da vista geral. São da Turquia e eu gosto muito delas.

Claro, esse não é o único tipo de souvenir de viagem que compro, sou vidrada em lápis! Esse sim compro mais de um por destino: basicamente em todo atrativo que visito, se tem eu compro. Mas isso é tema para outro post.

souvenir de viagem
🙂

E você, tem quais rituais de viagem? Ou mania de qual souvenir de viagem?

Comenta aí!

Já deu like na página do facebook?

E já segue o perfil do blog no Instagram? @comendochucruteesalsicha

Gente, corre lá e fica por dentro de tudo em tempo real!

__________ Dedico esse post a minha querida amiga Grazi, que fez do souvenir de viagem ciência e tese de doutorado!

Mostrar Mais

Posts Relacionados

42 Comentários

  1. Que máximo, também tenho uma coleção, mas por causa de espaço, são aqueles copinhos menores. E já colecionei azulejos pintados também, mas a coleção tá pequena e é meio difícil de encontrar. Beijos e feliz 2015, com muitas canecas de viagem para você!!!

    1. Fábio, obrigada pela visita! Ah sim, copinhos podem se mais difíceis de encontrar. Feliz 2015 para você e muitos copinhos!
      Ah, em tempo: azulejos podem ser difíceis, mas são lindos!
      Abraços com carinho.

  2. Adorei! Como sou pesquisadora do assunto, meu ritual é entrar nas lojinhas e ficar observando os produtos e a relação que os turista tem como eles. É muito interessante ver como os turistas interpretam o destino que visitam por meio destes objetos, as vezes tão autênticos, as vezes tão estereotipados…não importa, eles sempre dizem alguma coisa sobre os lugares por onde passamos! AGORA, se tiver uma bonequinha com trajes típicos do destino………….ah………me derreto e compro na hora 🙂

    1. Ah, eu sabia que você teria algo interessante para comentar aqui! 🙂
      Hum… bonequinhas! Poxa, vamos trazer muitas das nossas viagens sonhadas em 2015? Abraços com carinho

  3. Eu coleciono pratinhos.
    Eles são super bregas e tem uns muito feios porque em alguns lugares não tem muitas opções mesmo. Mas o valor sentimental é MUITO grande.
    Uma vez trouxe todos na mala de mão e paguei excesso de bagagem só por causa dessas bugigangas que eu fiquei com medo de despachar e extraviar ou quebrar. Hehehe.
    Mas eu não teria coragem de usar as canequinhas. Medo de quebrar!
    Beijos

    1. Obrigada pela visita Mariana!
      Minha mãe coleciona pratinhos, as vezes eles quebram porque ela faz gambiarra com durepox para criar um gancho (nem todos tem) e então eles não ficam firmes. Além do que eles ficam Num lugar de fluxo forte na casa. Ai já viu. Quando quebra algum é um mimimi sem tamanho.
      Eu nunca quebrei uma caneca toda, mas as asas são vitimas frequentes, então elas vão para aparar lápis pincéis e etc! Mas com dor no coração, Hahaha. Beijos.

  4. Oi Poliana! Adorei seu post. Eu já tive minha fase de comprar canecas, mas chegou em um ponto que a acumulação estava me incomodando (é meu TOC falando…), por isso dei uma boa maneirada. Minha fixação agora são os ímãs de geladeira… Além das esquisitices de gente que viaja muito… As minhas, como vc colocou no blog são comer nos Mc Donald’s de cada país que viajo e procurar visitar o maior número de Hard Rock Cafés ( e às vezes compro uma bugiganga por lá, seja um pin, uma camiseta, um imã de geladeira ou um ursinho de pelúcia – essa última também anda moderada com o começo da acumulação. Bjs,

    1. Que bom que você se viu no post. Obrigada pela visita!
      Eu limitei uma caneca por país justamente para não me ver abarrotada por elas!
      Abraços e muitos souvenires de viagem pra você em 2015!

  5. Olá tudo bem?Também coleciono canecas e hoje tenho mais de 50 de cidades e países. Adoro quando arrumo uma caneca diferente em minhas viagens. Tenho amigos que ficam disputando qual a caneca mais diferente eles encontram para que eu possa colocar na minha coleção.

  6. Acho muito legal colecionar alguma coisa, adoro canetas então que viajo compro alguma. Pois assim quando faço uso de uma delas, lembro-me da viagem.
    Clovis

  7. Oi filhota,… Pois vc já tem participado da minha coleção de pratos de parede. Tenho ficado triste de ter quebrado uns três e não ter comprado da Alemanha, do Canadá e de Paris lugares que visitei e não tinha ainda iniciado a coleção. Espero que alguém que for pra lá ou vc Poli, faça essa aquisição pra aumentar minhas belezuras que gosto tanto…rsrs

  8. Olá Poliana, muito bacana o seu post!
    Me interessei porque também adoro souvenirs e até criei um blog: http://viagensesouvenirs.blogspot.com.br/
    Lá eu faço relatos das minhas viagens e coloco as fotos das lembrancinhas de cada lugar visitado. Os meus xodós são as miniaturas, que estão expostas em lugar de destaque na minha sala e as quais chamo de “mini-mundo”.
    Tenho a Estátua da Liberdade, a Casa Branca, a Torre Eiffel, a Hagia Sophia, a pirâmide de Chichén-Ítza, um ônibus vermelho londrino e muitas outras, além de diversos ímas de ímãs de geladeira.
    E que venham muitos outros souvenirs para nós este ano.
    Um grande abraço e boas viagens.

  9. Oi Poliana, ainda não tenho nenhuma coleção de souvenirs de viagem, mas adorei a ideia das canecas. São fáceis de trazer, não ocupam muito espaço na mala, não são pesadas e realmente podem ser utilizadas. Taí, vou começar mês que vem pelo Chile! Abraços!

  10. Ganhei meu primeiro lápis de uma amiga da minha mãe. Um lápis da Disney. Aí veio uma fase na escola de ter lápis diferentes, cheios de detalhes, chocalhos, e eu tinha dó de usá-los. Fui guardando, guardando. A coleção começou sem querer, ia ganhando e guardando, até que eu comecei a comprar, primeiro nas viagens, depois comecei comprando lápis antigos na internet, quando dei por mim, meus amigos traziam de toda a parte do mundo (vantagem de colecionar lápis é que eles cabem em qualquer lugar e não são caros), de todos os museus, de todos os estilos. Meus favoritos são uma coleção da guerra civil americana (lápis são se 1940), os primeiros lápis da Disney e os dos museus ingleses, com suas coroinhas douradas na ponta.

    1. Ana, que relato legal! Poxa, vai até os lápis antigos, que massa! 🙂
      bem vinda ao blog, volte sempre que quiser. abraços

  11. eu gostaria de trazer pratos decorativos pequenos quadros e souvenirs{ tipo aqueles que são réplicas de monumentos do lugar…}das viagens que faço,mas minha dúvida é em relação aos pratos decorativos…será e não irão quebrar?vc trouxe suas canecas na bolsas que usaste dentro do avião?adorei suas histórias e memórias.

    1. Oi Ana Meari, tudo bem? Olha, eu sempre levo as canecas na bagagem despachada. Protejo bem entre as roupas e faço uma prece silenciosa. Risos. Até hoje nunca tive problemas. A minha mãe coleciona pratos e eu sempre levo para ela também sem problemas. Se joga na coleção sem medo! Abraços e obrigada pela visita.

  12. Como nós estamos vivendo como nômades, eu não tenho onde guardar nada e então não coleciono nenhum souvenir… Mas também sou louca por canecas e com certeza essa seria minha coleção… Uma vez eu comprei uma liiiinda em Londres, tomei o maior cuidado na viagem para não quebrar, quando cheguei no aeroporto no Brasil, a mulher do free shop derrubou minha mala de mão e a caneca espatifou… Chegando em casa eu colei todos os caquinhos e usei para guardar lápis, mesmo toda remendada…

    Nosso ritual em viagem é comprar dedais das cidades para a minha sogra, mas esse tipo de souvenir, pelo jeito, só é forte na Europa…

  13. Adorei sua coleção!
    Essa coisa de colecionar é quase um vício pra mim…
    Já colecionei postais (hoje não mais, mas ainda tenho a antiga coleção aqui guardada)
    Já colecionei snowglobes, aqueles globos cheios de água que quando a gente balança simula neve. Amo de paixão mas nas últimas viagens desanimei de comprar porque tenho vários, que estragam ao longo dos anos… alguns a água vai secando e outros simplesmente a água vai ficando turva porque a figura que tem dentro começa a desbotar a tinta… E me dói no coração quando isso acontece, então pra não ter mais esses aborrecimentos vou ficar com os que já tenho e não compro mais…
    Hoje em dia eu compro imãs… Não tem muito limite não… Cada atração eu tento comprar um porque é uma lembrancinha mais baratinha…
    E desde janeiro do ano passado comecei a colecionar também os copinhos de tequilas ou aqueles menorzinhos de shot…
    Em breve precisarei de um apartamento maior rsrsrs

  14. Quando eu me mudei pro México, não trouxe nada. Comprei tudo aqui. As únicas malas que trouxe foram das minhas coleções: tenho 4 coleções de viagens: de ímãs de geladeira, de copinhos de shots (tenho duas cristaleiras cheias deles…) , de miniaturas (mais um móvel para elas…) e de fotos na parede , uma de cada viagem…rs Tentei fazer de pins, mas perdia tudo! 🙁 Minha casa parece uma agência de viagem.

    1. Quando eu morei no México, tinha um uniforme de intercambista que era um blazer azul marinho, que com o passar dos anos ficou cheio de pins que eu fui trocando com outros intercambistas nos eventos do Rotary. Guardo ele com muita estima, e isso já tem mais de 20 anos!
      E as fotos eu controlo um pouco porque não tenho mais paredes disponíveis em casa, apenas os países latino americanos, tenho fotos deles no corredor de casa. hahahaha a louca!

  15. Que legal …. eu sempre me sinto livre/leve/solta para gastar durante as viagens, mas não tenho um ítem específico, mas estive pensando nisso e quero começar a minha coleção!
    Beijocas
    Li

  16. eu não faço coleção mas gosto de comprar algo da cidade e/ou país e tenho um cantinho onde coloco. Adoro ir na Mango e comprar um pulover. Maluquice sei que se for na Zara aqui no Rio eu encontro mas até o ano passado ainda valia a pena comprar lá fora.

    1. Eu ainda acho que vale a pena comprar Zara na Espanha, se for o caso de comprar Zara (odeio a marca). Hehehehe
      Então, minha meta é comprar cada vez menos e menos… Me agonia ter tanta coisa em casa 🙂

  17. Poli, adorei o post!
    É verdade, todo viajante tem um souvenir de viagens! Eu gosto dos tradicionais imãs, mas sou uma libriana totalmente indecisa e sem foco. Então na verdade, eu tenho de tudo um pouco ( uma pedra do chile, uma pelúcia da Irlanda, etc). Minhas filhas adoram marcadores de livros! Mas também não é sempre que achamos!

  18. Oi Poli! Estou simplesmente apaixonada pelas suas canecas. Primeiro, gente, caneca é tudo nesse mundo – amo e tenho trocentas. Mas acredita que não pensei em trazer de souvenir de viagem? Vou pensar melhor. Mas sempre compramos alguma coisa, sem padrão, só algum enfeite que nos lembre o lugar que visitamos (e se amamos, podem ser até dois haha), depois colocamos tudo na mesma estante aqui em casa, junto com fotos, livros, etc. Quase um altarzinho de viajante! 🙂
    Adorei o post!
    Beijos

    1. Talvez todos nós, compulsivos por viagens, tenhamos objetos de viagens, livros ou suvenires espalhados ou concentrados pela casa né? Sempre na tentativa de cristalizar o momento vivido…

Veja Também

Fechar
Botão Voltar ao topo
Fechar