America do Sul

Passeios Grátis em Santiago – Chile (guiados)

Você curte passeios grátis quando viaja? Eu sim! Não sempre, mas as vezes acho que um passeio guiado ajuda muito a compreender uma cidade, e esse tipo a pé são meus favoritos e se são grátis então Uau! (hahahaha). Existe um programa de passeios grátis em Santiago organizados pela prefeitura (mas gratuitos mesmo, não aqueles que você é convidado a dar gorjeta ao final. Aliás sobre esse tipo tenho um post comparativo dos de Buenos Aires) com diferentes temáticas e bônus: eles não precisam de agendamento prévio, é chegar e pá pum!

Vista da cidade desde o Cerro Santa Lucía

Como minha relação com Santiago não é das mais fáceis (já estive lá 4 vezes e definitivamente não é um lugar para onde pretendo voltar tão já por vontade própria) decidi realizar alguns desses passeios para talvez me deixar seduzir mais pela cidade. Aqui seguem alguns links de outras viagens a Santiago (Algumas razões para visita-lauma segunda tentativa de gostar de lá, uma terceira viagem mais bem sucedida).

A Plaza de Armas, coração de Santiago. E o dia nublado? 🙁

Os passeios grátis em Santiago são: Santiago paso a paso; Caminando por el Cerro Santa Lucía; Ruta de Iglesias; Descubriendo el Barrio Lastarria e Santiago Popular. Todas as informações estão no link do começo do parágrafo, tais como descrição, horário, dias, saídas e rotas. E desses escolhi com minhas companheiras de viagem (oi mãe, oi Silvia) os dois primeiros.

A saída do Santiago paso a paso é do escritório de informações turísticas da capital, na Plaza de Armas. Coloque no googlemaps porque a sinalização é péssima. Cuidado que na porta dele há muitas agências se dizendo condutora do passeio da prefeitura e te induzindo a fazer com eles (pagando, of course), siga em frente e entre. Além de ser um prédio bem bonito, ali eles oferecem todo tipo de informação para outros passeios por Santiago e entorno e além disso há sim agências que trabalham lá mesmo e te ajudam a agenciar outros passeios. A saída foi bastante pontual e o guia que só falava espanhol reuniu o grande grupo na praça para as explicações iniciais. Este certamente é um dos passeios grátis em Santiago mais concorridos.

Olha o grupo aí. E a friaca de novembro? Brrr

A rota era relativamente curta, o passeio durou 3h. Eu achei uma clara desproporção, havendo brecha para inserir mais lugares de interesse e menos anedotas desinteressantes. Sim, essa é a tônica do passeio: poucas paradas (Plaza de Armas, Catedral Metropolitana – onde ficamos uma hora inteirinha, Praça do Museu de Arte Pré Colombiana, Paseo Huerfanos e Palácio de la Moneda) e muita informação que não agrega ao visitante e torna o passeio bastante maçante. Ao final nós três estávamos desejando muito o fim para poder descansar do blá blá blá e percorrer o centro de acordo com nossa vontade, retornando a alguns pontos que foram passados batidos durante o passeio.

No interior da Catedral.

Outro passeio que fizemos foi o do Cerro Santa Lucía, que sai do escritório do órgão oficial de turismo local lá de dentro do próprio parque. Já de cara eu digo que você acuda ao lugar com tempo pois você vai andar bastante em círculos: a sinalização é inexistente e por incrível que pareça ninguém que trabalhava lá sabia da existência de tal escritório para informar (vai vendo porque eu não curto Santiago: as coisas lá são quase sempre mais complicadas para quem é de fora do que deveriam). Depois de circular por meia hora lá dentro e já com uma certa ira encontramos o lugar de início do tour. O mesmo guia prolixo nos recebeu com aquele entusiasmo contagiante (sqn) e com um grupo já bem reduzido demos início ao passeio. O parque em si é bem bonito e o percorremos todinho (que eu não recomendo para PNE) por isso valeu a pena, mas sério, novamente o blá blá blá do guia tornou-o bastante enfadonho.

Mais uma manhã nublada de passeios.

Tinha ainda  a intenção de realizar o passeio pelo simpático bairro de Lastarria, mas olha, o desânimo se abateu sobre todas e não o fizemos.

Pelo Cerro…

Então, se você tem bastante curiosidade, curte detalhes bem específicos de personagens da intimidade da história chilena, fala com fluência espanhol (o guia não facilita a comunicação não, e o sotaque e as expressões particulares do Chile podem dificultar sim o entendimento, minhas companheiras por mais que se esforçassem não captavam nem 30% da loooonga fala dele) e não conhece Santiago ainda, eu recomendo esse passeio. Do contrário penso que deva buscar free walk tours ou ainda um city tour convencional.

Aqui minhas companheiras de viagem celebrando o fim dos passeios grátis em Santiago. 🙂 Exagero, mas estávamos bem contentes nas imediações do Palacio de La Moneda – sim eu também tenho uma foto assim, e sim uma de nós caiu nessas tentativas e não, não fui eu. 🙂

E você já fez os passeios grátis em Santiago? O que achou?

Em tempo… um projeto bem legal que a Prefeitura de Santiago tem é a Ruta de la Memoria, que trata dos lugares marcados pela ditadura militar. E um desses lugares que eu visitei foi o imperdível Museo de los Derechos Humanos. Viu, nem todos os passeios grátis em Santiago me desagradam hahahaha.

Curtiu? Então Comenta! Compartilha! Faz uma blogueira feliz!
Já segue o @comendochucruteesalsicha no Instagram? Lá você acompanha tudo em tempo – quase – real.
E você já curtiu a página do facebooK? Curte lá!

Mostrar Mais

Posts Relacionados

12 Comentários

  1. Realmente a cidade e linda e muito interessante, adorei tudo ou melhor quase tudo…pois só não foi legal o tombo!. Kkkkk
    Mas além do guia local nós tínhamos uma exclusiva (Poliana) que agiliza os passeios e informações detalhadas.
    É companheira até para passear no aeroporto qdo fui chamada pela polícia local p averiguar bagagens. Rsss
    Estou pronta para próxima viagem…fica fica.

  2. Ah! Mais vc é demais, em menina?
    Não deixou por menos, esse pulo…rsrs… Eu tbém não vou dizer quem caiu…
    Eu gostei da cidade, mas com esses inconvenientes que Poli sitou…
    Mas, em viagens tudo pode acontecer para o bem e para os não tão bem assim..
    Visite, Santiago, mas antes veja as dicas de quem já foi varias vezes, a Poli…que vai valer a pena,
    Beijuuu

  3. Não tem nada melhor que passeios guiados ainda mais grátis! hahaha. Que dica MARA! Eu ainda não conheço Santiago. Fico babando nas fotos e dicas desse lugar! Não vejo a hora de ir. Inclusive esse post já está favoritado e me ajudará no meu planejamento. Obrigada pelas dicas maravilhosas!

  4. Eu gosto muito de passeio guiado para te dar uma noção da cidade mas tem o inconveniente de entrarmos em um grupo chato ou do pp guia ser uma pessoa chata,prolixa ou que relata fatos desinteressantes. Adorei Santiago na única vez que lá estive.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar