Europa

Paris depois do terrorismo

Acabei de chegar de uma viagem a Paris, fui visitar um amigo querido. Não visitei novas atrações nesta viagem, apenas aproveitei para caminhar bastante, dar risadas, comer bem e beber melhor ainda. Risos.
Mas também aproveitei para aguçar o sentido e perceber como estava Paris pós terrorismo, posto que essa semana cumpre um mês dos ataques.

paris
tão linda!

Bem… Paris me recebeu com uma anormal normalidade! Eu esperava mais controle no aeroporto, muito mais policiamento pela cidade sobretudo em zonas de grande aglomeração de gente. E o que eu encontrei foi aeroporto dentro do normal para chegadas oriundas do próprio espaço de Schengen, policiamento normal pelas ruas (ao menos policiamento ostensivo, capaz que houvesse oficiais a paisana) e um clima de resiliente recuperação.

Paris
movimento tranquilo para um domingo de outono na Ponto Alexandre III

Algo que percebi como anormal foi na entrada de grandes lojas os seguranças conferindo o conteúdo de bolsas e sacolas, pedindo para abrir casacos e passando detector de metais pelo corpo. Nada além disso…

As capas das revistas semanais davam conta do assunto, queriam entender o islam, a imigração, até a necessidade de relacionar-se com o presidente russo Vladimir Putin, e o evento em si.

paris
capas de revistas

As pessoas falam sobre isso sim! A todo momento, o que é de se esperar os ataques traumatizaram Paris. E eu ouvi de um tudo: “eu nem consigo pensar, só quero chorar, estou ainda muito chocada”; discursos ultraconservadores, islamofóbicos e xenófobos; “tudo isso foi muito triste, mas não era para ser surpresa…”; “olha só quem sai ganhando com isso: a extrema direita nas eleições”; “esse estado de exceção só favorece os que querem controlar os cidadãos… a qualquer momento e sem aviso podem te parar na rua ou entrar na sua casa”; “deve haver uma forte investigação por meio de inteligência e sobretudo no cyberespaço… o inimigo já está aqui” e por aí vai, opiniões super diversas, mas que mostram uma cidade ainda machucada. Acho que vai ficar assim por um tempo, pois embora haja certa normalidade nas ruas, as pessoas estão inquietas e especulativas.

Paris
detalhe da ponte Alexandre III

Alguns amigos e familiares me questionaram se eu não teria receio de visitar Paris justamente agora, com os eventos tão recentes, e eu confesso que estive muito tranquila quanto a empreender a viagem, confiava no, já desmentido pela ciência, dito popular: um raio não cai duas vezes no mesmo lugar! 😉

paris
difícil falar sobre Paris sem usar imagens da Dama de Ferro

E se você tem viagem marcada para lá por essas datas, eu diria que está seguro e tranquilo ir tanto para Paris como para outros lugares da Europa. Claro, seguro até que ocorra alguma coisa… Nunca esperamos e nunca sabemos o que pode acontecer ou quando. Mas sabemos que cada um tem a sua hora, e eu estou tranquila aqui na Espanha, assim como estava na França. 🙂

Paris
lindo fim de tarde na Avenida dos Campos Elíseos

Gostou? Comenta! Compartilha!
Já segue o @comendochucruteesalsicha no Instagram? Lá você acompanha tudo em tempo – quase – real.
E você já curtiu a página do facebooK? Curte lá!
Para receber nossos posts em primeira mão, inscreva-se no nosso feed (ali em cima, à direita), sempre e apenas quando os posts forem publicados você receberá o link em seu e-mail!

Paris
O Louvre, que resiste a tudo…
Etiquetas
Mostrar Mais

Posts Relacionados

30 Comentários

  1. Imagino como a cidade está machucada. Não é para menos. Doeu até o meu coração – que não sou dai, nunca conheci Paris, sou apenas humana sabe? Como as pessoas vão a extremos por coisas tão bobas. Oro demais para que as coisas se acalmem, não só na cidade luz, mas em todo mundo!
    Juro que quando comecei a ver as # subindo, não acreditei no que tinha acontecido.
    Que bom que você não teve medo de ir a Paris, faria o mesmo que você!
    Beijos, Julia.

  2. Poliana, muito difícil esse momento que Paris está vivendo, mas uma cidade tão linda vai superar tudo. As pessoas vão aos poucos voltando à rotina e refazendo a vida, mas as lembranças tristes ficarão para sempre. Viva Paris!

  3. Estava ansiosa por este post!!!!! Na minha opinião acho um pouco estranho o governo não estar tão rigido quanto a segurança, mas por outro lado é um recado para a população voltar a normalidade …. mas não dá para voltar a normalidade tão rápido assim não é mesmo? por isso a revista em grandes lojas, já que consequentemente mais pessoas circulam por lá.
    beijocas
    Li
    http://www.criandofilhospelomundo.com/

  4. Oi,Poliana
    Bom saber que, aos poucos, a cidade vai voltando a normalidade.Tem que ser,né ?
    Fico triste em ver que as pessoas passam a ter certa desconfiança de tudo e de todos após uma violência como essa vivida em Paris.Isso está assim em todo lugar.
    Que bom que você pode desfrutar da companhia de amigos.
    Beijos,Lilian

    1. A tristeza é parte do processo, mas, não podemos com o tempo e com o acúmulo de tristezas com esse mundo cada vez mais duro nos embrutecer. 🙂

  5. Olá filha,….
    Então falar de Paris, o que me parece é reforçar a beleza de uma cidade completa nesse item. Sabemos que nem ela tão linda e nem tantas outras merecem passar por momentos difíceis que pessoas ficam tão doloridas e decepcionadas, para sempre. Eu voltaria com certeza, assim como vc sem temer, pois, acredito que está tudo escrito para o futuro, pelo Pai Maior!….
    Poli, é sempre bom ler seus comentários pois, com eles reforça a confiança em voltar a visitar, Paris.
    Beijuuuu

  6. Com certeza momentos como o que a cidade passou deixam marcas.
    Muito bom saber que tudo voltou ao “normal”e que a cidade Luz continua iluminando a vida de todos que a visitam.

    Beijos, Fran

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja Também

Fechar
Fechar