BrasilDiversos

Id Jovem – guest post

Mais um guest post! Dessa vez o meu aluno de turismo e orientando de iniciação científica (na Unicentro) Yan Vitor é quem solta a letra para nos explicar sobre a sua experiência com o ID Jovem. Vamos lá?

Desde novo sempre tive o desejo de conhecer o meu país, mas a incapacidade financeira foi um fator que me prendeu por anos, até que em meados de 2016 ouvir falar sobre um programa do governo federal que possibilitava que jovens de baixa renda, com idade entre 15 e 29 anos, pudessem realizar viagens interestaduais, praticamente, de graça. Foi quando eu conheci a ID Jovem.

A Id Jovem é um programa do governo federal que foi criada com a ideia de democratizar o acesso do jovem, de baixa renda, à passagens de ônibus da linha interestadual de categoria convencional. Para ter acesso ao programa é necessário possuir o NIS, número de identificador social, fornecido pelo CRAS de seu bairro ou município. O NIS faz parte do CadÚnico, que é uma plataforma do governo federal que mantém um controle de dados dos beneficiários de programas sociais do governo, como o Bolsa Família e Minha casa, minha vida.

Como disse, para conseguir o NIS, o jovem deve ir no CRAS de seu bairro, ou município, portando seus documentos, comprovante de residência e renda, para que assim x assistente social possa realizar o cadastro. Uma vez com o NIS em mãos, deve-se acessar o site http://www.idjovem.juventude.gov.br, preencher os dados e gerar assim sua ID Jovem ou baixar o app diretamente no playstore.

Quando descobri que passei no curso de Turismo na UNICENTRO, em janeiro de 2017, pensei que iria perder a oportunidade de fazer o curso, foi quando lembrei da ID Jovem. Como já tinha o meu NIS em mãos, entrei no site, fiz todo o cadastro e gerei o documento. Ao apresentar-me no guichê de passagem da empresa, houve certa resistência por parte deles em liberar a passagem, mas como tinha lido bem a lei acrescentei: “Caso não queiram emitir a passagem, basta apenas me entregar um documento explicando o motivo da empresa não querer cumprir a lei, que assim irei na ANTT”, foi quando tive a passagem liberada, pagando da cidade de Aracaju-SE a São Paulo-SP a quantia de 15 reais.

Além das passagens, que são duas 100% gratuitas e 2 com 50% de desconto (caso as duas 100% já tenham sido vendidas), a ID Jovem ainda possibilita ao jovem 50% de desconto em Ingressos para cinema, shows, eventos artísticos e esportivos. Além de inscrição gratuita no ENEM e em concursos públicos.

Ao que tudo indica o decreto 8.537/2015, decreto da ID Jovem, será alterado estendendo assim, além das passagens interestaduais em ônibus de linha convencional, para a categoria executivo e para as companhias aéreas que circulam dentro do território nacional. A Id Jovem é um direito que foi conquistado após anos de luta dos movimentos estudantis, passando quase 10 anos dentro do Congresso Nacional. É extremamente importante que todo o jovem possa saber de sua existência, suas finalidades e meio de acesso.

Imagens do site do programa.

Ou seja, o recado do Yan é muito legal e útil para quem ainda está na faixa etária contemplada pelo programa. Uma boa notícia num momento tão delicado do país né não?
Outros guest posts que entraram aqui no blog foram:

Primeiras impressões sobre Buenos Aires; Museu do Holocausto de Curitiba; Praia do Pinho; App para conhecer destinos e pessoas. Todos de autoria da Carol Holm 🙂

Mostrar Mais

Posts Relacionados

8 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja Também

Close
Close