Brasil

Foz do Iguaçu – com alunos

Esse é o terceiro post que faço sobre Foz do Iguaçu (Foz para quem é íntimo tá?) aqui e aqui, e penso já ter dito que Foz é um dos meus lugares favoritos no Mundo. Simplesmente adoro estar lá!
Esse final de semana fui a trabalho: atividade de campo com alunos, e achei prudente fazer um post sobre a cidade pois visitei alguns atrativos turísticos (coisa que nem sempre faço quando vou), e sempre achei que a cidade merecia um post no blog!
Esse lugar é cativo no meu coração! Morei lá alguns anos lindos da vida (graduação), fiz amigos e descobertas, tenho lá meu campo de estudos (a comunidade árabe), e sempre cavo um motivo para ir. Por isso tenho uma boa noção do quanto essa cidade mudou de 1997 (quando fui morar lá) para cá, do quanto o turismo lá sofreu altos e baixos, da minha relação com a cidade como dinamizou e do quanto ainda quero voltar a morar lá. Foz é um lugar que me encanta por ser uma cidade de interior com carinha de capital: é cosmopolita (tem uma quantidade incrível de imigrantes e marcas culturais deles, além dos turistas claro), e isso se reflete na variedade de coisas que se pode fazer por lá dentro e fora do eixo turístico.
Além do mais, sendo um dos principais destinos de lazer do Brasil, e detentora de duas maravilhas do mundo (Cataratas do Iguaçu e Itaipu Binacional) me pareceu adequado levar os alunos da disciplina de Patrimônio Turístico, por mim ministrada, para visitar o destino.
Chegar em Foz para mim é sempre uma satisfação, mas dessa vez foi ainda mais…. Mesmo depois de passar a madrugada apertadinha no carro sem dormir direito, ao descer na padaria para tomar café, as 5h30 da manhã encontrei um amigão do tempo da graduação, Darvin o Medonho! Uma alegria sem fim. Abraços, risadas, beijos, fofocas, alegria! Rapidinho, pois tínhamos hora marcada para visitar a Itaipu Binacional.
Lá na Usina link fui recebida por outra querida dos tempos da graduação, a Michelle das RP, super rapidinho também, o suficiente para dois ou três abraços e beijos fotos e: ‘precisamos nos ver com calma’ e sim precisamos. Vimos o vídeo institucional no centro de recepção de visitantes (que me pareceu ruim – o vídeo, pois o CRV é precioso – pois nada fala sobre a formação do Lago de Itaipu apenas tratando como ‘milagre de deus’… negando a história da região lindeira… achei triste!) e rumamos para o Mirante e mural de Poty Lazarotto. Lá, eu adorei ver um funcionário aposentado falando com os visitantes, contando causos! Achei valorizador do patrimônio e das pessoas! Ponto para rebater a história do vídeo, riso.
A Itaipu sempre, sempre mesmo me impressiona pela sua grandiosidade, importância para a região e por que não dizer logo para os dois países? Acho que se visitar esse lugar mais 100 vezes na vida (que os meus olhos sejam atendidos) vou me emocionar 100 vezes!
Saindo de lá, não sem antes dar um último beijinho na Mi, rumamos para a Mesquita Omar Ibn Khatab site, e fomos recebidos por dona Kafa, minha também conhecida dos tempos em que dava aulas de português para o sheikh já contei essa história aqui que explicou fartamente sobre o Islam e o modo de vida por ele preconizado. Ficamos lá bastante tempo, sem pressa até que todas as perguntas fossem sanadas. Gostei de ver a Mesquita diferente, com novos elementos de adorno e mais novidades pela frente. Vi com atenção novidades para receber visitantes também (placas informativas), afinal eles recebem em torno de 5mil pessoas por mês, segundo dona Kafa e isso não é pouco.
Saindo de lá, imediatamente cruzei a rua e fui comprar doces na doceria Almanara, que serve os melhores ma’amuls e ba’alewes (baklavas) que já comi na vida (desculpa Istambul!) e de onde sou cliente desde que eles abriram em 1997 lá na JK em frente a Jauense! nham… recomendo sempre.
O almoço foi no shopping, que vale menos menção pelo lanche ordinário que comi do que pelo outro querido amigo que encontrei: Wilson! Beijos, abraços, carinhos, duas três fofoquinhas e a promessa de nos vermos com tempo (cêis tão vendo que preciso voltar logo para Foz e ficar no mínimo uns 10 dias né? hehehe).
A tarde foi reservada para visitar o Hotel Mabu Thermas & Resort site onde fomos recebidos pela querida e já velha conhecida Irianne (mais beijos e abraços) e o chef Amadeu. Lá ficamos horas (nem sei quantas mas mais de 3) e foi ótimo! Visitamos tudo o que queríamos: lavanderia, eventos, A&B, recreação, hospedagem propriamente dita e o ponto alto (para mim) – pausa para emoção….: a Casa da Tia Anastácia!! Gente, pára tudo: a recreação do hotel tem como tema o Sítio do Pica Pau Amarelo site da globo marcas, e eles construíram uma casa para a Tia Anastácia!!! Quando chegamos lá a Narizinho, em pessoa, e outra personagem (não identificada como sendo do Sítio) estava contando estória para a criançada e a Tia Anastácia estava nos esperando com brigadeiro de colher! Ah muito amor!
A noite (como tivemos fôlego?) ainda fomos jantar na Churrascaria Rafain site e assistir o show folclórico! Cujo espetáculo é sempre divertido e faz as horas passarem voando (sim dura mais de uma hora, talvez duas? não sei, passou voando!). Adoro toda vez que vou saio rouca pois canto, e me alegro bastante! (é como sempre digo: a alegria de ser turista não tem fim). ps.: Eu achei que já não seria possível encontrar nenhum amigo/conhecido nessa viagem, mas na fila para entrar bem na minha frente estava a diretora da escola onde estudei na infância… Mas sem beijos e nem abraços: ela era brava de mais para isso! aahhahahaah
O dia seguinte foi todo reservado ao Parque Nacional do Iguaçu (site do ICMBio; site da Cataratas S/A) a começar pela visita ao Hotel das Cataratas (site)
Sim, existe um hotel lá dentro, antigo como se pode imaginar (hoje em dia isso não seria possível certamente), acomodado em um histórico edifício que presta um serviço bastante exclusivo como se pode intuir. Fomos recebidos pela governanta Karin que nos mostrou toda a sua estrutura de front office inclusive (sonho realizado) o quarto onde se hospedou a Princesa Daiana, embora o quarto hoje esteja reformado, gostei de ter visto! Gostei de pensar que em certa medida o Hotel das Cataratas ajuda a contar a história do Parque Nacional, viu muitas mudanças, e até do turismo da cidade.
Fazer a trilha das Cataratas era a atividade seguinte, sempre muito emocionante: tinha muita vazão d’água! E almoço no delicioso Restaurante Porto Canoas! Mas foi um almoço um pouco apressado pois as 14h tinhamos que estar no Macuco!
Sim, de última hora confirmaram nossa visita técnica ao Macuco Safari (site) com direito ao passeio completo, todos gritam de alegria! Fazer o passeio de barco é sempre uma comoção. Gostei de ver novidades na estrutura física lá do porto. Mas para mim a comoção maior foi a parte da visita técnica propriamente dita, a qual foi conduzida pelo biólogo Gabriel e pela bacharel em turismo Claudia (os alunos adoraram ver uma futura colega de profissão em atuação, as vezes parece tão difícil né?). Os dois foram muito atenciosos conosco mostrando muitos detalhes sobre como funciona o back office da empresa: estação de tratamento de esgoto anaeróbica, separação de lixo, relatórios, estágios, perfil de visitante, combate a espécies exógenas, e tantos outros detalhes que me deixaram tão satisfeita quanto o banho de chachoeira!
Fim do passeio com chave de ouro, com gostinho de quero mais sempre (Foz sempre me faz isso!) e compromisso de voltar com mais posts sobre Foz!
Vamos às fotos?

Com a Michelle no CRV da Itaipu, o mundo e nós também vistamos a Itaipu!
Mirante da Usina
Todo o grupo e o Barrageiro (de verde) no mirante. Detalhe para Elieti, ao lado do barrageiro, com seu capacete!
Mural de Poty
Coala!
Minarete da Mesquita
o grupo no interior da Mesquita
Coala provando os doces da Almanara
Tcharam: a Casa da Tia Anastácia!
Narizinho de costas para nós! Linda!
Tia Anastácia: simpática
Irianne fazendo amizade com o Coala
o grupo com o Chef Amadeu e Irianne no Mabu: coffee break agradecidissimo!
Fim do show da Churrascaria Rafain
Sem palavras: Maravilha!
Meu ônibus favorito: o da cobra coral, mas fora de uso. Parque Nacional
Kit de amenidades da Phebo: Hotel das Cataratas mostrando o que o Brasil tem de melhor
Detalhe da suíte de lady Dai
sem legendas…
os coalas e novo amiguinho
Pessoal suuuper animado na trilha do Macuco: mas não!
vistas do Parque fora da trilha das Cataratas – Macuco
vistas do Parque fora da trilha das Cataratas – Macuco
vistas do Parque fora da trilha das Cataratas – Macuco
vistas do Parque fora da trilha das Cataratas – Macuco
me chamaram de Zé Gotinha por conta do formato que o capuz dessa capa fazia com o vento, não pensei duas vezes e tirei a foto de mim mesma: fiquei linda e estou certa de que minha mãe vai ficar tão orgulhosa de quanto estou linda quanto a do Cleverton! risos. Macuco Safari
Participação especial: Coala
Claudia: Turismóloga do Macuco
Claudia e o biólogo Gabriel
lixo todo separadinho e pesado! coisa séria hein?

__________________

Agradecimentos: Viajar com alunos sempre demanada bastante preparativo, não gosto de correr risco no imprevisto. Por isso quero agradecer aos colegas: Paula, Elieti e Pedro e a estagiária voluntária pedagógica Carla Caroline pelos prepativos e companhia divertida. Que nunca nos falte motivos para dar risadinhas!
A Unicentro, Campus de Irati, pela facilitação no transporte.
A acadêmica Ana Paula Farias pela reserva do Hostel e ajuda em assuntos aleatórios da viagem, risos.
Agradecer ainda a Luciane Sariolli, Tiago Nascimento, Ana Solange Biesek, Samira Omairi e Irianni Holler pela ajuda inestimável no agendamento das visitas.
Agradecer ainda ao Instituto Chico Mendes de Biodiversidade, Itaipu Binacional e Macuco Safari pelas cortesias.
Não posso deixar de mencionar a Churrascaria Rafain e a Cataratas S/A (Restaurante Porto Canoas) pelos descontos em seus estabelecimentos.
Sou grata aos alunos pela cooperação e pela vontade em aprender: sem isso a viagem não teria sentido.
Preciso esclarecer que o Comendo Chucrute e Salsicha é um blog independente, e pelo número de visitas que recebe mensalmente você pode ter certeza de que ninguém me paga para falar bem ou mal de atrativos ou serviços. O que escrevo expressa a minha opinião livre, e essa viagem contou com esses apoios financeiros por ter sido caracterizada por viagem técnica com alunos.

Próxima Parada: Buenos Aires.

Etiquetas
Mostrar Mais

Posts Relacionados

10 Comentários

  1. Nossa Poliana, adoro visitar seu blog e ler tudo o que você posta e relata, aprendo cada vez mais contigo, você é uma grande influência para todos nós s2 Obrigada por tudo o que fez antes, durante e depois da viagem, espero que possamos fazer outra visita técnica, pois essa foi perfeita. Obrigada pelo agradecimento, e agradeço em especial à você, ao carinho que tem pela nossa turma, e a confiar em mim com relação à viagem e outros assuntos. Pode contar sempre comigo, pois sempre estarei a disposição! Obs: prometo gritar menos e falar alto rsrsrs

    1. Ana, que bom que você se sente assim em relação a mim, isso é um motivo de grande alegria e de missão cumprida como professora. 🙂
      Vamos fazer outra sim: Chile. Já to nos preparativos fortes. Não gosto de muitos imprevistos em campo.
      Simbora. Se eu precisar de alguma coisa eu vou pedir hein? hehehee
      Até quarta! abraços, falando bem baixinho e phyna! 😉 heheh

  2. Foi uma das surpresas mais agradáveis encontrar-te as 5:30 da matina, depois de uma noite de papos deliciosos, vinhos saborosos e histórias (e gargalhadas) homéricas. Amo-te Polica( sei que posso te chamar assim) Boa viagem e seja sempre bem vinda a nossa Terra das Cataratas, para nós, íntimos, pode ser somente(sabemos nós que não é “somente”) Foz ! !

    1. Darvin, foi sim uma surpresa mais do que agradável ve-lo na nossa Foz! E se eu fosse encontrar alguém as 5h30 da manhã só poderia ser mesmo você! Coisa boa rever pessoas amadas! Quero ve-lo sempre aqui ou aí ou lá, ahh sei lá!
      Beijos com carinho

  3. Sinta-se com missão cumprida sempre prof, pois não é só eu na sala que tem grande admiração pela profissional que você é e sim todos, aprendemos muito contigo, cada quarta-feira é uma alegria acordar ás 06:15 da manhã, pena que não tivemos você como professora antes 🙁
    Se precisar pode chamar sim, ficarei feliz em ajudar.
    Pode deixar que vou ficar phyna e saliente igual você hehehe, até quarta, beijos 😀

  4. Oi filha,é sempre muito lindo os comentários feito por vc, e se falando em Foz então seus olhos ficam mais brilhantes…rsrr Mas sabemos que é um merecimento de ambas as parte(sua e do lugar) Parabéns e continua com seus comentários que todos os leitores só tem a ganhar. Sinto que foi mais uma vez gratificante
    Um beijão a todos Mãe!…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja Também

Fechar
Botão Voltar ao topo
Fechar