America do Sul

Comer em Lima, Peru

Comer em Lima foi uma experiência gratificante! A gastronomia é declarada patrimônio cultural nacional desde 2007, e conta com mais 400 pratos típicos e fusion. Dá para perceber que as pessoas têm muito orgulho da sua comida sabe? Tal como no México, mas gostei mais da comida peruana.

Quando viajo eu decididamente abandono a dieta, é muita complicação buscar comida sem carboidrato, sobretudo num país que tem milhares de espécies de batata e milho! Nossos companheiros de viagem, Cleber e Rafael, são vegetarianos e nos comentaram que algumas cidades são particularmente difíceis de comer boa comida sem carne, como exemplificaram Porto Alegre onde se viram com massa e ovo frito (dureza hein?).

Mas Lima surpreendeu a todos com sua cena gastronômica vegetariana! Muitos restaurantes especializados e outros não vegetarianos com muitas opções sem carne! E absolutamente todos muito saborosos! Fizemos questão de comer sempre com eles, sem problemas em não comer carne para nós, valia mais a companhia e as novas experiências gastronômicas.

Eles pesquisavam antes onde teriam restaurantes vegetarianos pela internet, para facilitar a busca sabe? E a pesquisa resultou sempre precisa e positiva, exceto nas indicações de San Isidro, onde os restaurantes estavam fechados.

Vou citar e descrever rapidamente alguns lugares onde comemos delícia (todos em resumo!)

Em San Isidro: Pizzeria Antica (para almoço) – link aqui na Av. Dos de Mayo, 732 (atentos que no bairro de Miraflores tem uma rua com o mesmo nome ok?) e outros endereços, mas fomos nesse. O forte são as massas, claro. E destaco a cestinha de pães na entrada, nhammm. Agora a manha de ganhar sobremesa grátis, essa é só para quem me segue no insta, lá postei foto autoexplicativa!

Em Barranco: jantamos lá duas noites, na segunda as coisas ficam meio paradas e nos resolvemos numa pizzaria pé sujo chamada Luiza. Provamos a tal chicha morada (um refresco local, a base de milho) e comemos uma pizza bem simplina e baratinha (gastamos 7R$ por pessoa, com bebidas!). Fica nas imediações da praça principal do bairro.

Outra noite, fomos beliscar e beber pisco no Rústica, que tem diversos endereços na cidade, fomos nesse de Barranco e no do Parque Kennedy. O ambiente é animado, os garçons de bem com a vida. no de Barranco tinha mágico fazendo truquezinhos nas mesas e nós contando piadas que nem sempre eram compreendidas:

“El tipo se acerca y dice al otro:

– Hola, soy paraguayo y vine para matarte.

El que escuchava se asustó y pregunto:

– Para que?

y en respuesta:

– Paraguayo”

Gente e ao ouvir isso, depois das risadas o garçon me olha e pergunta: Que és guayo? Ele não tinha entendido!

Lá comemos deliciosamente bolinhos de mandioca recheados com queijo e molho Huancaina (delícia delícia!).

Link e o endereço é: Parque Municipal, 105-107.

P1030258

no Rústica de Barranco.

 

Em Miraflores os eleitos foram:

Café Sama que já falei no post anterior, um café anexo ao Hotel Casa Andina que fica em Av. La Paz 463 (Esquina con Av. Diez Canseco). Uma delícia o ambiente, com wifi grátis! Fomos tomar café da manhã e um pit stop no meio da tarde.

Restaurante Bircher Benner (Av Larco, 413 em frente ao Parque Kennedy) vegetariano para almoço com leitura dos pratos peruanos como ‘lomo salteado’ com glúten, ceviche de gluten e tofu. Tudo bem servido e delicioso, com preço camarada ainda por cima!

Jantamos uma noite no Tierra Santa, na Av. Schell 354. Comida árabe muito boa, provamos homus, falafel (amor), e charutinhos de folha de uva sem carne! Super veggie friendly! Alessandro provou o suco de lúcuma (fruta local) e adorou, eu não curti. Mas parece que a sensação é o sorvete dessa fruta!

Almoçamos um dia no Mangos, que fica no shopping Larcomar, Malecón de la Reserva 610. Era buffet (55R$ por pessoa, com sobremesa incluída), mas também tinha a la carte! Destaque alegre para os pratos com abacate – palta – que amei e o melhor ceviche de todos os que provamos!! O peixe (corvina) simplesmente derretia na boca e não tinha tanto coentro. Lamentavelmente não provei Cuy (porquinho da índia), esse só aos domingos!

Também jantamos uma noite bem em frente ao Parque Kennedy, um ceviche maravilhoso, os vegetarianos foram de crepe de aspargos. O vinho peruano decepcionou um pouco. Não consigo me lembrar do nome, mas ceviche tem em todo lugar e de qualquer forma ele não tinha nada de especial, além de mesinhas na calçada e um cara de Europa!

A Cafeteria do Centro Cultural Británico (Jr Bella Vista, 531 – Malecón Balta 740) também é gostosinha! Com o sanduíche de ovo e abacate que adoramos e empanadas deliciosas!

No mesmo Parque Kennedy também fomos de Rústica, pois pisco não tem carne! Bebemos alegremente (em plena segunda-feira as 16h! ai que delícia de recesso) muitos piscos soures diferentes e a deliciosa Mojadita (como se fosse mojito, mas era com pisco!).

P1030101
brinde no rústica!
P1030099
degustação de Piscos no Rústica. Cheers

IMG_1611

 

No Centro:

Fomos de um vegetariano bem simplesinho chamado El Paraíso de la Salud (Av Pablo Bermudez, 284), onde comemos fartamente e barato pro almoço. O ceviche de tofu vinha com muito salsão pra meu gosto, mas era tudo saboroso. A sopa de alcachofra foi ponto alto além dum prato cremoso de quinua que era bem diferente e saboroso. Em frente a ele tinham muitos outros restaurantes vegetarianos!

Tomamos uma água no café Tanta, que fica no Pasaje Santa Rosa, pertinho da Plaza Mayor, e tem um climinha bem legal e atendimento joia. Parecia promissor para um lanchinho. Mas aqui o precinho não foi tão camarada, uma água sem gás nacional por 6R$? Já tomei mais baratas! Me lembrou muito os cafés da Alemanha! Até acho que tem T’Anta lá viu?

O legal de Lima é que os garçons não são gorjeteiros como no México, Chile, EUA ou outros países e a gorjeta também não vem embutida na conta, como no Brasil!

Nós visitamos a Casa da Gastronomia Peruana, que fica no centro histórico pertinho da Plaza Mayor. E é um centro que conta a história e as raízes da comida local, em um edifício cor de rosa lindo! Paga para entrar, mas bem baratinho.

IMG_1646

Com a colaboração de Rafa e Cleber (nesses não fomos):

El Pan de la Chola: pães artesanais feitos na nossa frente, muitos integrais, lugar incrível, agradável e para acompanhar café, chá e cervejas artesanais:
DSCN6407
Outro lugar que indico é o Lima café, no centro de Lima: https://pt.foursquare.com/v/lima-café–peruvian-pastry–coffee/4d5d7a61ddac721e430a79fe
O sorvete de lúcuma desse lugar é muito bom!!!!

O Govinda, em Miraflores: Schell, 630. Miraflores: Este é bem Hare Krishna. Barato, 9 nuevos soles.

Dica de site para achar restaurante vegetariano:

http://www.haztevegetariano.com/

Muitas provas ficaram de fora nessa viagem, eu queria ter ido ao Astrid y Gastón, o melhor restaurante da América Latina e um dos melhores do mundo, mas vai ficar pra próxima, assim como o coitadinho do Cuy, que era bem comum mas não provamos. Outros ceviches merecem ser provados, e Lima revisitada! Viva o milho, a quinua, a batata e os peixes! Viva um país que declara sua comida como patrimônio por entender que ela é parte importante da identidade cultural!

Próxima Parada: Amsterdã!

 

Etiquetas
Mostrar Mais

Posts Relacionados

9 Comentários

  1. HUm até parece muuuuito bom! Tudo que vc escreve ajuda todos que vão um dia e os que já foram faz uma retrospectiva, muito bom esse seu modo de enviar as mensagens….O Peru me surpreendeu pelos seus contos…..Qdo eu crescer quero viajar como vc, filha….Um beijuuu grande

    1. Ana, estavam soberbos! 🙂
      Lima merece uma visita de estômago vazio! Já sentia falta dos seus comentários nos posts, viu? Beijo

  2. Olá… Guria

    Que maravilha… estou indo para o Peru, em Outubro de 2014. Fiquei preocupada, pois andei lendo que é uma época de chuvas… mas tu me deixaste segura, quando falas com firmeza que em Lima,nunca chove. Estou muito ansiosa por esta aventura.. mística e cheia de alegria, por realizar um sonho de estar junto a cultura Inca.

    Abraços, Carol

    1. Carolina,
      pois é, em Lima não chove nunca. Em outros lugares não saberia dizer. Mas sei que vc vai amar, o Peru é especial mesmo.
      Abraços

  3. Gostaria apenas de corrigir a mensagem sobre comida vegetariana em Porto Alegre… Moro em Brasília mas sou de Porto Alegre e quando vou à Porto Alegre aproveito os diversos e ótimos restaurantes vegetarianos, por exemplo o SÉCULO no final da Osvaldo Aranha é oriental vegetariano, uma delícia, com comida chinesa, brasileira, japonesa, tudo com um preço ótimo!

    1. Obrigada pela dica de restaurante vegetariano em Porto Alegre. Vou passar a informação aos almoços vegetarianos. Abraços

Botão Voltar ao topo
Fechar