Europa

Belém, um pedacinho especial de Lisboa

Depois do evento, tivemos o city tour como comentei. Fomos de ônibus de Olhão até Lisboa, umas 3hs de viagem, boas estradas e bonita paisagem. Nunca tinha visto um passeio de um dia completo sem parada para comer ou usar o banheiro, era para os fortes! Havia muitas, mas muitas explicações sobre a história de Portugal, de Lisboa… Mas um tanto desnecessário, enfadonho e… sei lá boring mesmo sabe? Gosto do silêncio para contemplar a vontade, quem quer tal nível de explanação, vai pesquisar por conta…. Apenas penso…

O Passeio foi dedicado em boa parte a Belém, que é um bairro de Lisboa. Começamos no Mosteiro dos Jerônimos (Patrimônio da Humanidade), como alguns sabem eu não tenho muito interesse nesse tipo de edificação religiosa, mas sim é um bonito edifício. Visitamos a igreja dele, mas o complexo é muito maior.

P1030690
Mosteiro dos Jerônimos
P1030687
Parque do Mosteiro, logo em frente
P1030691
bonito espelho d’água do parque

Eu dei uma circulada rápida pela igreja, onde estão enterrados o poeta Camões e o navegador Vasco da Gama, e saí rapidinho para ver de que tamanho estava a fila da pastelaria… Bem, estava grande dum tanto que eu não teria como encarar, era tudo bastante cronometrado!

De lá, fomos para a Torre de Belém, também Patrimônio da Humanidade. Tão bonita né? O trajeto do Mosteiro até a Torre mostrou um bairro lindo, cheio de embaixadas, bem cuidado. Gostei, mas sobre isso não se falou nada – mas sobre o tratado de Tordesilhas afffe!

P1030703
a bonita torre, que tinha a tarefa de proteger a cidade. Dá para entrar lá, e inclusive comprar o ingresso combinado com o mosteiro.
P1030713
detalhe da torre, arquitetura cuidadosa.

Da Torre, em linha reta fomos até o Monumento dos Descobrimentos. Portugal tem um mega orgulho do seu passado descobridor, e não é para menos né? Mas eu que sou brasileira e que foi colônia me sinto usurpada em certa medida: poxa, o que fizera de tudo o que levaram? Só pagaram proteção para a Inglaterra e viveram na indolência? Sei lá, só acho que o país poderia ter sido desde sempre uma potência, mas foi uma potência efêmera, sugadora…

O monumento é uma ode aos descobrimentos portugueses de ‘novas’ terras. Na chegada tem um mapa do mundo, apontando as suas ex-colônias, e ele é em forma de caravela (! criativo né?). É bonito sim, em frente ao Tejo, mas… mas… passo!

P1030723
detalhes, sempre os detalhes, do monumento.
cabelo mullet sempre tem seu auge né?

P1030718

O tour terminou no centro de Lisboa, em um bonito mirante. De lá para a Avenida da Liberdade (linda tá?) onde fomos jantar no HRC (sim, me julgue eu gosto do ambiente e da comida. Fiquei particularmente feliz em ver fotos e roupas da Shakira!), que fica no comecinho da Liberdade mesmo.

P1030739
Olha o Castelo de São Jorge, visto do centro.
P1030741
Apaixonada pelo azul desse céu!
P1030742
mais uma vista do Chiado

 

Acho que poderia ainda explicar rapidamente que a Av. Da Liberdade é onde se concentram as lojas chiques e famosas, e é um logradouro bonito sim (desculpa Oscar Freire, mas você tá no chinelo tá? riso). Tem algumas praças, restaurantes, teatros: uma região bem aprazível da cidade.

No último dia, o almoço foi com Karla e Márcia que estão fazendo seus estágios de pós doutorado lá em Lisboa, e aproveitamos para botar o papo e a risada em dia. Meninas, foi bem legal ve-las e tomar uma sangria juntas, viu?

Gostou? Tirando o falatório do guia, eu gostei bastante. Gostei particularmente de conversar com as pessoas de lá: os motoristas do ônibus (inevitavelmente sobre a crise) , o taxista (uma engraçadíssima conversa sobre flunfas – pausa para o riso), o recepcionista do hotel, e etc. As pessoas são sempre um patrimônio maior do que os da Unesco!

O próximo post será sobre o Algarve! não perca, ó pá!

Etiquetas
Mostrar Mais

Posts Relacionados

3 Comentários

  1. Hum! Foi aí que não vimos qdo estivemos lá……..? Pena! Estou voltando vou ter a 2ª oportunidade…rsrsr Mas valeu ver as fotos…Gostei mesmo foi da pantufinha e do guardanapo “babeiro”…rsrsr com tirinhas pra amarrar e tudo!…..Curiosidade….Beijuuuu

  2. Adorei o post prof, mas o que mais gostei foi dessa parte: “As pessoas são sempre um patrimônio maior do que os da Unesco!”. Super concordo e assino embaixo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja Também

Fechar
Botão Voltar ao topo
Fechar