Brasil

Arabesque Night e outras delícias da tríplice fronteira

Vocês já sabem: Foz do Iguaçu é uma das minhas cidades favoritas no mundo! Não perco a chance de ir pra lá, sempre digo: se tô em Foz tô feliz! É assim de simples. No feriado de sete de setembro (feriado de sábado é sacanagem!) fomos para lá para prestigiar a segunda edição da Arabesque Night, organizada pela querida Marcelle Ghieh. Para quem não sabe, eu sou estudiosa da imigração libanesa para Foz, e sempre que posso compareço aos eventos da, grande, comunidade. Mas a Arabesque Night era no sábado, e nós chegamos na sexta (claro, sempre querendo aproveitar ao máximo) e curtimos um pouquinho antes disso!

Foz
Chegando em Foz, bem feliz apesar de cansadinha

Depois do almoço foi a hora de darmos uma chegadinha no Duty Free Shop em Puerto Iguazu, para ficar atualizado com as novidades né? Algumas pessoas acham que é caro, eu também acho que algumas coisas são mesmo mais caras do que no Paraguai, mas lá eu fico muito mais a vontade para escolher e provar, além de ter muitas marcas e produtos que não se encontram em Ciudad del Este (e vice-versa). Mas ó, quer saber? Bebida e cosmético estava valendo mais a pena do lado Argentino, viu?!

Estava rolando em Foz a Feira Internacional do Livro, lá na praça do Mitre. E resolvemos dar uma chegadinha lá antes de jantar. Foi bem legal encontrar alguns amigos queridos que não via há tempos, como o Mauro, a Valéria e a Arianne. Queríamos ter prestigiado uma  das palestras, mas sinceramente, a fome estava grande e os atrasos também. Pena né? Mas eu gostei bastante da programação da feira, com muitos debates e palestras além de lançamentos de livros.

IMG_1273

Um Dos espaços para palestras e debates da Feira. Como ela acontece na Praça, existem alguns elementos naturais que embelezam, como essa árvore.

IMG_1272

No interior da Feira, onde haviam os expositores. Achei sinceramente que as livrarias só apostaram nos Best Sellers, não tinha nem de perto a riqueza acadêmica e cultural que a Kunda (livraria local) tem em sua loja. Mas….

 

 

IMG_1270

A entrada da Feira!

 

Depois da Feira, fomos comer no B12, um boteco cuja especialidade é a costela bovina, com mandioca e uma salada de almeirão deliciosa. Recomendo, fica na Av. Paraná.

Mas o dia seguinte tínhamos um ‘compromisso’ importante, e fomos para o Paraguai, fazer umas comprinhas pois ninguém é de ferro né? Passamos a ponte a pé e estacionamos bem tranquilos ao lado do estacionamento do Shopping del Este. E na verdade ficamos apenas nesse shopping, até mesmo porque não ficamos muito tempo. O destaque feliz é o stand da Havanna (delícias argentinas) na Pestisqueira (acho).

IMG_1283

IMG_1284

A noite era a hora da Arabesque Night, que ocorreu num lugar bonito chamado Buffet do Gil (perto do hotel Carimã).

Saca só a decoração e o ambiente:

IMG_1292

 

 

Logo depois do delicioso jantar árabe (com doces e tudo! nham que saudade), começaram a entrar as bailarinas de dança do ventre. De diversos pontos do salão e dançando para todos, bem bonito!

 

IMG_1300

IMG_1304

IMG_1308

As bailarinas fizeram bonito, mas a banda de Buenos Aires não fez diferente. Detalhe é que o cantor veio diretamente do Líbano para animar a festa! Ficamos impressionados com o fato das músicas serem muiiiito longas (tipo, mais que 15 minutos). Ou eles engatavam uma na outra… 🙂 Como decorar toda a letra? Wow….

IMG_1311

 

IMG_1312

Meu instrumento árabe favorito: derbak! Adoro!

Eu estava tão animada e feliz que até tomei café (sem açucar e perfumado com cardamomo, of course!), e quem me conhece sabe que isso é tipo…. impossível de imaginar! Mas tá aqui a prova:

IMG_1332

Por um tempo somente as bailarinas dançaram, mas logo muitos se juntaram a elas na pista e festa ficou para lá de animada!

arabesque night 3

 

IMG_1338

É, nem todos dançaram, mas todos apreciaram o bonito espetáculo!

Aí como em toda festa árabe, alguém puxou o dapke e se fez uma bonita roda!

dapke

Quem não dançou fez micagem na foto alheia!

IMG_1331

 

Ou pediu mais um café!

IMG_1329

Bateu palmas!

IMG_1320

Todos curtiram muito!

IMG_1316

E o bonito dapke reinando na animação!

dapke 2

Eu queria mais uma Arabesque Night, ano que vem estaremos lá de novo, viu Marcelle? 🙂

Mas o dia seguinte nos reservava mais prazeres na Fronteira e fomos para Puerto Iguazu passear e almoçar.

O almoço foi no nosso já conhecido El Quincho del Tio Querido. Que serve deliciosas carnes (oh, pena que não tem Ojo de Bife), mas com excelente saladas, massas, excelente carta de vinhos… Hum… super recomendo, até para quem é vegetariano.
Se você gostou de um vinho pode rapidinho comprar na Vinoteca Oda que é excelente e ali pertinho.
Saindo do Quincho, fomos em busca de uma sobremesa, e ai que delícia, encontramos um Freddo bem no centro de Puerto Iguazu, nas 5 esquinas. Ai pausa para o melhor sorvete de doce de leite da vida!

freddo igr dulce leche
Dá pra sentir a delícia só pela foto?
IMG_1349
além de sorvete tinha chá da Inti Zem suspiros.

E para fechar com chave de ouro nossa tarde de gostosuras em Puerto Iguazu fomos tomar um café / chá no Iguazu Gran Hotel, que é uma delícia também e tinha chá da minha marca favorita: Inti Zem by Inés Berton. Como não amar essa fronteira?

Uma última imagem da linda Avenida Paraná, uma das minhas favoritas em Foz, me despedindo com vontade de voltar!

IMG_1290

A próxima parada do Comendo Chucrute e Salsicha é Chile, aguardem posts em alguns dias, e siga no Instagram para acompanhar em tempo real as aventuras! Até lá.

Etiquetas
Mostrar Mais

Posts Relacionados

3 Comentários

  1. Nossa!.. Nesse nós também estávamos, valeu a pena! Tudo muito bom! Obrigada filha, por nos proporcionar oportunidades como: aprender um pouquinho das culturas e tradições de outros países (Líbano, Paraguai, Argentina e por que não Brasil…)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja Também

Fechar
Botão Voltar ao topo
Fechar