Witmarsum (Palmeira, Paraná)

Sim, sim, eu sei que na última postagem (Foz do Iguaçu) eu havia me despedido e informado que a próxima parada seria Buenos Aires, mas ontem tive que ir a Witmarsum em trabalho de campo e achei que valeria um post. Wit (para os mais chegadinhos. Olhe o link) é parte do município de Palmeira (Pr), e é uma colônia de 60 anos de fundação e de ocupação alemã menonita. Os menonitas são um grupo de imigrantes alemães um pouco diferente dos outros, com uma história de mais de 500 anos de fugas e perseguições. Caso tenha mais interesse, nesse link da Escola Erasto Gaertner de Curitiba tem algumas informações sobre essas particularidades: link. Hoje lá, entre outras atividades econômicas de sucesso ligadas ao agronegócio alguns serviços turísticos são oferecidos, e aliados a uma bela paisagem bucólica que inspira paz e muito descanso o turismo parece ser uma aposta certa. Fui para lá com meu colega de departamento Joelcio e duas orientadas de mestrado Marcia e Caroline para uma coleta de dados delas. Antes de iniciarmos nosso bate papo com o responsável do museu e uma das lideranças da comunidade, Sr. Egon Philipsen, demos uma checada na feira de produtos locais com muitas delícias como pães, geleias, queijos, strudel, e etc! Após isso embarcamos em uma viagem no tempo de 3hs de conversa com ele, na qual nos explicou com riqueza de detalhes o processo migratório dos menonitas, sobre as comunidades no Brasil e em outros países da América, e detalhes sobre a vida em Wit. Foi muito jóia. Só que já era 13h e saco vazio não para em pé, por isso demos um break e fomos almoçar no delicioso Bauernhaus (site aqui) com buffet de comida alemã, suco, sobremesa…. e um ambiente acolhedor! Delícia! Tava com saudade de chucrute, purê de maçã e joelho de porco (nhac nhac). Saindo do restaurante, fomos dar uma volta pela comunidade, que é bastante grande e espalhada. Tivemos a oportunidade de cumprimentar a proprietária da Pousada Campos Gerais, onde ficamos quase uma hora conversando com ela sobre a vida e a cultura menonita. Olha vou te dizer: to querendo voltar para lá e me hospedar nessa pousada: parece linda por dentro, e tem café da manhã típico! Voltamos ao Museu Heimat (link para o site dele) (cujo acervo é ligado à imigração menonita e à formação daquela comunidade em específico), agora para efetivamente visita-lo e despedir do sr. Egon. Mas não queríamos sair da comunidade sem um café colonial. A primeira tentativa foi no já nosso conhecido Sabores da Colônia, que é pertinho do museu. Mas estava um pouco cheio lá e eu queria mesmo era comer uma torta bem boa tipo uma sobremesa, não um café mesmo sabe? Então rumamos para a confeitaria Kliewer (link aqui), mas se o Sabores estava cheio, o Kliewer tava lotado!! Uau, uau mesmo, tem bastante movimento lá em Wit no final de semana, sobretudo motoqueiros (não, não sei o porquê). Não nos restou outra, tava caindo a tarde e já era hora de voltar! Mas… na saída tinha uma loja lindinha de artesanato alemão a Toll! Uma última paradinha para admirar o caprichado acervo dela e vrum: pegamos a BR 277 novamente! Eu acho que Wit vale a pena voltar, com calma pra descansar, sem se preocupar com internet ou celular (cujo sinal da Tim era beeem ruim). To querendo ir, vamos? Talvez umas fotos lhes ajude a decidir:
Museu Heimat, na primeira visita
Museu Heimat, na primeira visita: detalhes
Todos muito concentrados às palavras do sr. Egon. Museu Heimat, na primeira visita
Detalhes do Museu Heimat, na primeira visita
comidinha alemã com panela de ferro, fogão a lenha e café de bule!
joelho de porco: nhac nhac!
Joelcio: nosso guia e motorista! Obrigada, sei que escreverá uma tese linda sobre os menonitas.
detalhes do jardim do Restaurante Bauernhaus
detalhes do jardim do Restaurante Bauernhaus
detalhes do jardim do Restaurante Bauernhaus: sim é tudo nas cores da bandeira alemã!
detalhes do jardim do Restaurante Bauernhaus
detalhes do jardim do Restaurante Bauernhaus: to gata? hehehe
detalhes do jardim do Restaurante Bauernhaus
detalhes do jardim do Restaurante Bauernhaus
detalhes do jardim do Restaurante Bauernhaus
vista da Pousada Campos Gerais
vista da Pousada Campos Gerais
em ação: entrevista!
Pousada Campos Gerais
vista da Pousada Campos Gerais
vista da Pousada Campos Gerais
Museu Heimat
Museu Heimat. Heimat = saudade tradução by Marcia!
vista do Museu Heimat para a Escola
a Escola de Wit merece ser estudada em nivel de pós, ela parece ser muito, muito interessante!
Museu Heimat
Museu Heimat
Museu Heimat
Accesso a Wit: tão lindo e tranquilo
 
Ahhh esse aqui nada que ver com Wit, é só o nosso almoço de hoje: barreado delícia! 😉
 
Comentários
  1. 4 anos ago
    • 4 anos ago
  2. 4 anos ago
  3. 4 anos ago
  4. 2 anos ago

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*